NOTA DA MARCHA DAS VADIAS -DF SOBRE O PALCO GOSPEL NO ANIVERSÁRIO DE BRASÍLIA – 2013

Image

Em 2013, após mais da metade do mandato cumprido, é inegável que a gestão do Governador Agnelo Queiroz tem noção estratégica muito bem definida do que se pretende fomentar e desenvolver para o Distrito Federal. Consideramos este fato ao nos manifestarmos sobre a recente comemoração do aniversário de Brasília, episódio que motiva a nota abaixo:

A cultura fundamentalista no poder

“Sabemos que as políticas públicas de Cultura não alcançam o feminicídio ao qual somos submetidas cotidianamente. Entendemos por feminicídio o conjunto de violências contra mulheres: estupros, mortes, espancamentos, silenciamentos, invisibilidades… Sabemos também que o machismo e a misoginia são culturas.

O combate ao feminicídio nos levou a realizar a I Virada Feminista do DF. Declaramos no manifesto deste levante que: “A Virada Feminista do Distrito Federal surgiu exatamente da necessidade de reagir a essa cultura que nos oprime, violenta e mata diariamente. Ela nasceu da união de esforços de organizações feministas e também de mulheres feministas que querem aliar cultura e política para assumirem o protagonismo no desenho de uma nova sociedade.” (O manifesto completo da Virada pode ser encontrado aqui:http://www.feminismo.org.br/)

Portanto, é nosso dever nos pronunciarmos sobre as comemorações do 53o aniversário de Brasília-DF. Na ocasião o Governo do DF apoiou, estimulou e financiou um palco gospel. Fato que infringe a laicidade do Estado, e privilegia justamente a religião evangélica em detrimento de todas as outras. Nossa defesa ampla e irrestrita a favor da laicidade do Estado visa, principalmente, questionar o fundamentalismo religioso ressignificado como política pública. Fundamentalismo religioso cultural como política pública, em detrimento da imensa diversidade cultural deste país.

É também necessário reivindicarmos a mínima paridade entre homens e mulheres nas atrações musicais do aniversário de Brasília. Cultura é uma ação política. Não assistiremos passivas recursos públicos e esforços políticos que não avançam no entendimento de que somos maioria da população brasileira, minorizadas por diversas opressões. Não assistiremos passivas o desrespeito às nossas ações, imaginários, territórios e linguagens criativas. Não assistiremos passivas os ataques às nossas especificidades e aos propósitos que nos impulsionam.

Reforçamos que:cultura é uma ação política! Por isso, criamos, tocamos,escrevemos, dançamos, pintamos e cantamos. Para que nossa imaginação esteja a favor e a serviço da vida das mulheres. E que sejamos respeitadas nesta dimensão de força criadora. Ao “culturalizar” os espaços públicos em tempo de feminicídios, precisa-se levar em conta esta perspectiva. Bem como, o combate a homofobia e ao racismo. Esta perspectiva, deveria ser prioridade política, na luta contra o Apartheid cultural que assola este país.

Ironicamente, produzimos esta nota concomitante a “revogação” do decreto que regulamenta a lei de combate a homofobia no DF (Decreto nº 34.350/2013) pelo governador Agnelo numa das manobras políticas mais autoritárias, infundadas e ilegítimas da história do Distrito Federal. Somos cidadãs e reivindicamos uma cultura política que combata os fundamentalismos religiosos. Uma cultura política que torne reais ações públicas qualificadas. Uma cultura política que garanta nossa autoestima, liberdades e inclusão social. Enfim, uma cultura política que entenda nossa identidade de gênero como definidora da identidade deste país.

Marcharemos em 22 de junho deste 2013, pelo terceiro ano consecutivo para que uma nova cultura surja, uma cultura política a favor e a serviço da vida das mulheres.”

Marcha das Vadias – DF 

22.06.2013 – Concentração na praça do chafariz – Conjunto Nacional

https://marchadasvadiasdf.wordpress.com/
http://www.facebook.com/marchadasvadiasdf
http://www.vakinha.com.br/vaquinhap.aspx?e=196369

Um pensamento sobre “NOTA DA MARCHA DAS VADIAS -DF SOBRE O PALCO GOSPEL NO ANIVERSÁRIO DE BRASÍLIA – 2013

  1. […] Durante as comemorações do 53o aniversário de Brasília-DF, abril de 2013, o “Governo do Distrito Federal apoiou, estimulou e financiou um palco gospel. Fato que infringe a laicidade do Estado, e privilegia justamente a religião evangélica em detrimento de todas as outras. Nossa defesa ampla e irrestrita a favor da laicidade do Estado visa, principalmente, questionar o fundamentalismo religioso ressignificado como política pública. Fundamentalismo religioso cultural como política pública, em detrimento da imensa diversidade cultural deste país” (Leia mais: https://marchadasvadiasdf.wordpress.com/2013/05/29/nota-da-marcha-das-vadias-df-sobre-o-palco-gospel-&#8230😉 […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: