Nota de repúdio às/aos organizadorxs da Marcha do Vinagre

Nós, da Marcha das Vadias DF, manifestamos através desta nota o nosso descontentamento com as atitudes daquelxs que se consideram organizadorxs da chamada Marcha do Vinagre de Brasília. Recebemos uma notificação de que na reunião da Marcha dos Vinagre de ontem (19 de junho), onde aproximadamente 15 pessoas estiveram presentes, foi unânime a decisão de não fazer nenhum ato no sábado, dia 22 de junho, data em que a Marcha das Vadias sairá às ruas. Entre os motivos colocados estava o fato de que as duas marchas têm pautas muito específicas e, ao juntar as duas, poderia ocorrer a invizibilização de algumas dessas pautas. Outro motivo: muita gente da Marcha do Vinagre não se sente contemplada pela Marcha das Vadias e vice-e-versa.

A nossa surpresa foi que xs 5 organizadorxs da Marcha do Vinagre, que detêm a administração da página do evento no Facebook, passaram por cima da decisão tirada em reunião e de maneira vertical, hierárquica e unilateral, optaram por manter a manifestação no dia 22, alterando apenas o horário de início. O problema é que a concentração da Marcha do Vinagre está marcada para o mesmo local e o mesmo horário de chegada da Marcha das Vadias, o Museu da República, onde faremos alguns atos e performances antes de encerrar nosso protesto. Interpretamos essa decisão como um desrespeito à nossa luta que entra agora em seu terceiro ano de existência. Sabemos que na maior parte das manifestações políticas, principalmente nas que estão ocorrendo agora pelo Brasil, as pautas feministas são constantemente invisibilizadas e secundarizadas, e essa atitude dxs organizadorxs da Marcha do Vinagre deixa esse silenciamento evidente. A pauta de combate à corrupção parece se sobrepor, nos discursos gerais, às pautas pelas quais grupos historicamente orpimidos há anos têm se colocado nas ruas. O discurso padrão é de que esta – a luta contra a corrupção – é a grande prioridade do povo brasileiro no momento. É fácil falar que a prioridade é outra quando não é você que vai ser acusado pelo Estado caso sofra um aborto espontâneo. Ou que vai se enfiar numa clínica clandestina por não ter condições de ter um filhx naquele momento. Ou quando não é você que anda nas ruas com medo de ser estupradx. É óbvio que nossas pautas são secundárias para muitos desses movimentos, POR QUE AS PAUTAS DE GRUPOS HISTORICAMENTE ORPIMIDOS SÃO SEMPRE SECUNDARIZADAS!!!!

Buscamos travar um diálogo com essxs organizadorxs para tentar resolver este impasse. Em um primeiro momento recebemos a resposta de que seria impossível alterar local e data por que “toda a mídia já havia sido avisada sobre a manifestação”. Que tipo de movimento social é esse que pauta seus atos pela mídia, ao invés de pautar a mídia através de seus atos?! Marcamos uma reunião hoje (20 de junho), às 15h, para tentar resolver a questão. Ninguém da “organização” da Marcha do Vinagre apareceu para dialogar. Diante de tamanho descaso, resolvemos expor nossa indignação e alertar as pessoas que inocentemente participam dessa manifestação, para que fiquem atentas para a maneira com que essxs “organizadorxs” têm guiado os protestos, quais são suas intenções e sobre o tamanho do personalismo de suas ações. Se o movimento é horizontal como dizem, por que não criar comissões e fazer debates sobre como e quando as manifestações devem ocorrer, sobre as pautas, buscando tornar o movimento cada vez mais horizontal e politizado?

Nós somos vadias, somos mulheres feministas, que lutamos em marcha contra as discriminações de raça, sexualidade, gênero, credo e classe. Acreditamos que o fim da violência contra as mulheres está diretamente ligado à transformação dos valores conservadores e hegemônicos em nossa sociedade, assim como à superação do patriarcado, de todos os fundamentalismos, da lesbofobia, da bifobia, da transfobia, da homofobia, do machismo, do racismo e do capital. Consideramos que as manifestações e lutas feministas são urgentes, especialmente em um país que acaba de dar um passo significativo rumo à aprovação da cura gay e do Estatuto do Nascituro. Não podemos deixar que pautas genéricas como “o fim da corrupção” e “mais saúde e educação” façam sumir as nossas vozes e invisibilizar a nossa luta. Lutamos por um mundo onde todas as mulheres tenham direito a viver uma vida sem violências, a serem livres para seguirem os caminhos que desejarem e onde tenham pleno direito sobre o seus corpos. Lutamos por um mundo sem estupros, onde o aborto seja legal e as oportunidades sejam as mesmas para as mulheres e homens, negrxs, indígenas e brancxs. E ESSA TRANSFORMAÇÃO É SIM URGENTE!

Por isso chamamos todxs aquelxs que acreditam nessa luta que venham marchar conosco no dias 22 de junho, às 14h, com concentração na praça das fontes, em frente ao Conjunto Nacional. Às/Aos participantes da Marcha do Vinagre, pedimos que respeitem a data da nossa manifestação, que vem sendo organizada há três meses e que foi cuidadosamente pensada para não interferir na agenda de lutas do DF (por isso não fizemos a Marcha no dia da luta antimanicomial, por exemplo). Entendemos que nenhuma marcha, nenhum movimento consegue contemplar todos os grupos, todas as pautas ou todas as lutas. Existem diferenças políticas fundamentais entre as duas marchas aqui em questão, por isso enfatizamos a importância de não colidirmos as datas das manifestações.

Marcha das Vadias DF

Etiquetado , , , ,

58 pensamentos sobre “Nota de repúdio às/aos organizadorxs da Marcha do Vinagre

  1. Quer dizer que a Marcha do Vinagre não é tão horizontal assim e é pautada pela mídia? Hum… bom saber…

  2. LUCIA IRENE REALI LEMOS disse:

    NÃO SE ENGANEM, isso tem cheiro de GOLPE! ” QUERO DIREITOS NÃO A DIREITA!”

    • LEON disse:

      O que é direita para vc? Pq, se PT, PCdoB, é esquerda pra vc Como podem se todas suas alianças e seu programa são neoliberais estão aliadas aos setores e políticos mais corruptos, reacionários e oligarquicos doeste país??! O PSOL É ESQUERDA?? Recebendo dinheiro da gerdau no Rs, e com alianças com o dem e o pdt no norte do país? Ter relações com o carlinhos cachoeira é ser de esquerda amigaaa?? Acorda menina, pare de ser manipulada, veja os fatos por vc mesmo, e não seja papagaio de turminha pseudo esquerda e pseudo descolada, o caso é mais sério, e profundo, a casa caiu pra (falsa) esquerda e a direita…

      Eu sou de esquerda radical e te falo, nenhum dos partidos atuais nos representa…olha o pstu com sua longa trajetoria de oportunismo e burocratização, olha o que fizeram da conlutas, seu feudo, a deixa para o patrão demitir 600 trabalhadores da GM, em São José dos Campos-SP, a falta de solidariedade ao p perseguidos que não comungam de sua cartilha, isso é stalinismo querida, não esquerda… e o PCO defendendo os mensaleiros, dentro da CUT corrupta e burocratica, recebendo o fundo partidário do governo burguês e alugando sua sigla nas eleições, sem falar que é uma seita em extinção, e muito sectária e caluniadora….é isso que o povo não quer, DEIXAR DE LUTAR PELO PAÍS, PARA BENEFICIAR MEIA DÚZIA DE GRUPOS, ONGS ETC QUE SÓ FALAM EM QUESTÃO SOCIAL E NÃO MUDARAM EM NADA ESSE PÁIs, só para eles mesmo que se beneficiaram, com viagens, congressinhos fajutos, carguinhos em ongs, festinhas privadas para a tchurma, não passam de playboys do sudoeste, das Asas Sul e Norte, do garujá, da vilamadalena, da zona sul do rio etc…como povo mesmo é outra realidade, e ele é feroz e prático, foda-se a direita e extrema, a gente acaba com eles tbm….E O PT E O PCdoB, são direita, pq defendem a direita estão com a direita há anos, e são seus aliados e são corruptos…

      Existe direita, é claro? Existe gente alienada nos manifestos? É claro, vc queria o quê? Se a própria esquerdinha clubista só fazia reunião, congressinhos e política para si própria, vc queria o quê? Que eles fossem revolucionários? Nem a esquerda mais radical nesse país é revolucionária, pq o povo agora é rotulado de direita pq não tá segurando e defendo as mesmas bandeiras dos partidos de “”esquerda””? Ahhh isso é golpe e terrorismo STALINISTA DESSA FALSA ESQUERDA, BUROCRÁTICA, CORRUPTA E ATRASADA…

      Direita sempre existiu, agora ela tem força pra nada, isso é falsa polarização que o PT e sua corja imunda e privilegiada (que aliás, tem alianças com o psdb em 52 prefeituras, além de collor, maluf, sarney, renan etc etc) para não largarem o osso do poder, por izsso estão há anos criando falsamente, querem incultir nos jovens que eles ainda são de esquerda blá blá blá…HOJE O POVO É MUITO MAIS REVOÇUCIONÁRIO NA PRÁTICA, PRAXIS DO QUE OS MILHARES DE DISCURSINHOS, E GRUPINHOS FANTASIADOS DE ALTERNATIVOS E REVOLUCIONARIOS….RESPEITE O PODER DO POVO E AJUDE A MUDAR ESTE PÁIS DE FATO, E PARA SEMPRE. abraços

      ASS. De esquerda, apartidário e revolucionário brasileiro.

  3. Ricardo Almeida disse:

    Rá. Quem se importa com o que a Marcha das Vadias tem a dizer? Idiotas. Vocês deveriam ter um terceiro peito no lugar do cérebro. Seria mais útil. Minha risada mortal pra vocês, vadias: HUAhuahuahuhauahuahuahuahuahua!

  4. Taís Albina disse:

    Conversando com Georgiana, que se autointitula “assessora de imprensa” de todo o movimento (não apenas do grupo “Marcha do Vinagre”), ela soltou várias pérolas como um agradecimento feito à mídia no início dessa semana; defendeu, mesmo sob protestos da maioria dos participantes das discussões pela página do facebook, que a PM tivesse mais instrumentos para agir com violência com os manifestantes e a famosa “eu odeio política!”.

    Esses acontecimentos vieram logo depois de o Jimmy, que se autointitulou “líder do movimento” (novamente, não apenas do “Marcha do Vinagre”, mas de TODA a manifestação de Brasília), dar informação à Globo de que o grupo que invadiu o espelho d’água do Congresso de que eles “não faziam parte do movimento”, legitimando a violência policial posterior. Como se houvessem carteirinhas distribuídas por eles de “manifestante oficial”.

    Definitivamente, a “Marcha do Vinagre” é extremamente vertical e inflexível.

    • hellen karoline disse:

      Vc ta viva!

    • Lord disse:

      O movimento é pacifico, se alguém vai para confusão não é do nosso movimento!

      • Taís Albina disse:

        Lord, vcs caçam a carteirinha de sócio do “Marca do Vinagre” se alguém “vai pra confusão”?

      • Com essa resposta, você só deixa claro que o movimento não é aberto para todos. Sair dizendo coisas bonitas que não passam de demagogia e sorrindo pras fotos do Facebook, enquanto diz quem é ou não é do “seu movimento” é tão idiota quanto acreditar que está tudo bem. Antes de dizer “odeio política”, é bom saber que esses movimentos são movimentos políticos, querendo ou não. Mas sair andando nas ruas gritando “mais saúde” – algo que político nenhum no mundo iria contrariar, ou seja, um grito oco de significado – é mais fácil do que adquirir consciência política e, de fato, lutar por um país melhor, não é?

  5. Só pelo fato da Marcha das Vadias estar a mais tempo se manifestando, já mostra que é um movimento que tem organização e força. Pelo que vi, nos jornais, as pessoas da marcha do vinagre estão se mostrando pra imprensa como os idealizadores disso ou daquilo. Pra mim se a pessoa realmente está afim de lutar por melhores condições, em todos os setores, nessa sociedade e pra todos, essa pessoa não precisa se expor pra gritar suas ideias. Se a ideia for forte, real e sincera ela por si só irá crescer entre o povo e o movimento fica forte. Pra mim o melhor líder é aquele que consegue fazer com que muitos o sigam apenas conhecendo suas ideias e não a sua imagem.
    Se o pessoal do vinagre já está fazendo isso agora, atropelando outro grupo, imagina quando eles forem mais um queridinho “revolucionário” da mídia?
    Vou pra marcha das vadias acompanhando minha mulher com muito prazer!

  6. hellen karoline disse:

    Vc ta viva!

  7. Marcha do vinagre nada mais é do que um nome, não esqueção e nem confundão que o povo é o povo e que não é um nome que no representa, a página no facebbok da marcha do vinagre nada mais é do que um lugar onde muitos falam sobre os problemas, se tem alguém tentando bagunçar o movimento dentro da página, que seja o dono ou outros, não faz diferença. Não deixamos de ir e sábado estaremos todos lá. Mas a questão real é: Não deixar que o manifesto seja sem causa e desorganizado! Pois ontem ninguém sabia o que queria e nem gritava nada!!! Pouco gritavam e não eram ouvidos, tinhão suas vozes sufocadas pelos gritos baderneiros de muitos que jogavam pedras, garrafas de água e de vidro nos policiais. O objetivo é acabar com a CORRUPÇÃO. Cinco causas estamos pedindo para começar a dar um rumo diferente ao Brasil. Vamos tornar o crime político hediondo por exemplo, para que mais na frente agente possa exigir que a lei seja cumprida; pois no momento ela não existe para políticos !!!!

  8. Bruno Calisto disse:

    Concordo.

    Mas andei pensando no uso de “x” para superar o machismo inerente do nosso português. Ler algo que não pode ser falado dificilmente vai conseguir superar as malditas hierarquias. O uso de x na matemática expressa uma variável desconhecida. Colocar ele em palavras como organizadorxs, dxs e estupradx expressa uma consciência pós-gênero e desestabiliza pressuposições convencionais. Ótimo. Mas como que nós podemos falar essa palavra alienígena entre nós e, especialmente, para outros? Alguém já conseguiu falar uma dessas palavras? Eu prefiro colocar tudo no feminino. Mesmo que seja contraditório simplesmente invertir a assimetria original colocando o feminino no lugar do masculino, pelo menos isso não interrompe as vias de comunicação com consoantes impronunciáveis. É uma forma melhor para expressar a contingência absurda do senso comum sem interromper a própria expressão com um x.

    • Marcos Alexandre disse:

      Colocar @ é mais legal, pra mim parece um O e um A! Ai eu leio no masculino, as mulheres leem no feminino!

      • Taís Albina disse:

        Marcos, para as pessoas que têm deficiências visuais e usam softwares de leitura para acessar a internet, usar esse @ é uma droga! O software não lê o @ como parte da palavra. Portanto, em textos escritos especialmente no computador, peço que usem o “x” mesmo no lugar do @, por mais que o @ seja legal por dar essa sensação de “o” e “a” ao mesmo tempo.

        Bruno: Para a fala, é possível colocar no seu discurso ambos os gêneros. É só dizer “estuprador ou estupradora” por exemplo. Ou, como alguns amigos fazem, trocar por “e”, como em “você está bonite”. Eu, pessoalmente, uso um discurso sem-gênero, ou com ambos os gêneros, que fica mais próximo do comum e as pessoas que não têm familiaridade com linguagem inclusiva não ficam com estranhamento nenhum. E é uma questão de treino.

  9. João Sérgio disse:

    os tais “movimentos horizontais” tem disso né? Quando um grupo dentro da turma discorda de alguma decisão simplesmente passa por cima. como lidar com isso, é um caso a ser estudado

  10. renata disse:

    E POR QUE TINHA ALGUÉM DA MARCHA DAS VADIAS SÁBADO EM FRENTE O ESTADIO, CONVOCANDO A GALERA PRA MARCHA???? SÃO PRATICAMENTE AS MESMAS PESSOAS, POR QUE VOCÊS NÃO DIVULGAM ESSA INFORMAÇÃO? EU MESMA RECEBI UM PANFLETO, RESPEITO A MARCHA ENTÃO? NÃO QUEREM O SEU LUGAR, ENTÃO RESPEITE A MANIFESTAÇÃO ALHEIA, SEM DIVULGAÇÕES DAS SUA ¬¬” , VAI SER HIPÓCRITA LONGE.

  11. joao disse:

    vadias deixem pra fazer sua marcha uma outra hora, a prioridade deve ser respeitada viva o vinagre

    • leilasaads disse:

      O discurso padrão é de que esta – a luta contra a corrupção – é a grande prioridade do povo brasileiro no momento. É fácil falar que a prioridade é outra quando não é você que vai ser acusado pelo Estado caso sofra um aborto espontâneo. Ou que vai se enfiar numa clínica clandestina por não ter condições de ter um filhx naquele momento. Ou quando não é você que anda nas ruas com medo de ser estupradx. É óbvio que nossas pautas são secundárias para muitos desses movimentos, POR QUE AS PAUTAS DE GRUPOS HISTORICAMENTE ORPIMIDOS SÃO SEMPRE SECUNDARIZADAS!!!!

    • mirela disse:

      Que prioridade? Os diretos das mulheres são prioritários também, acorda! Pq não é o teu que tá na reta! Não é vc que esta ameaçado por este maldito estatuto do nascituro! A marcha é sim prioridade pq este estatuto é uma ameaça iminente! Se não for barrada agora pode logo se tornar realidade.

  12. Fabiola Martins da Cruz disse:

    O PODER EMANA DO POVO!!! TODOS SOMOS DO POVO!!!

  13. Flora disse:

    POVO QUE INCITA LIBERTINAGEM NÃO ME REPRESENTA!!!

    EU SOU O POVO QUE LUTA POR MELHORIAS NESTE PAÍS, MAS UMA COISA DE CADA VEZ, QUEREM LUTAR POR VÁRIOS MOTIVOS, NESTE MOMEMTO PRECISAMOS TER FOCO NAS REIVINDICAÇÕES POIS A MIDIA ESTÁ MANIPULANDO E MUITAS PESSOAS NÃO ESTÃO A FAVOR DO MOVIMENTO CONTRA A CORRUPÇÃO, HOJE OUVI DE UMA PESSOA QUE O ESTADO DEVE COLOCAR AS FORÇAS ARMADAS NAS MANIFESTAÇÕES PRA BATAR EM GERAL… PQ SOMOS UM BANDO DE BADERNEIROS….. SE LIGA NÃO VADIAS, VCS TEM O ANO TODO. DEIXA A GENTE LUTAR POR NOSSO POVO QUE ESTA MORRENDO…

    • leilasaads disse:

      A CADA 5 MINUTOS UMA MULHER É AGREDIDA NO BRASIL!

      – A GENTE NÃO PEDE LICENÇA, A GENTE VAI LUTAR PELO “NOSSO POVO” QUE ESTÁ MORRENDO! Enão pesquisa um pouco antes de falar que nossa luta não é importante!

  14. eu sei que eu vou pra marcha das vadias!🙂

  15. WANE disse:

    FORÇA MULHERES!
    Nada mais estranho do que marchar por motivos abstratos ao lado de todo o tipo de agressores e potenciais agressores, que agora vem ao blog cuspir seu desrespeito pelas causas feministas e homossexuais. Neste sábado teremos um foco!

  16. Lusa disse:

    Uhuull!! É isso aí!! Tamo juntas!!!

  17. Lusa disse:

    Ohh galeraa excrotaa!! Liga não, amiga lindaa!! O mundo é excrotoo, vamos vivendo com ele questionando e seguindo sem nos machucarmos muito! Pq nessa trajetória é difícil não se machucar, mas vamos reduzindo os obstáculos e as dores!! Redução de danos na vidaa!! haha! Seguimos juntass!!

    Mexeu com uma mexeu com todaaas!!

  18. Karoline disse:

    Não sejamos tão extremistas, por favor. Eu acredito que o ‘vinagre’ está no embalo com as demais manifestações que ocorrem no país. Só isso

  19. deixo aqui o meu apoio à marcha das vadias e compartilho o repúdio aos facistas da marcha do vinagre, movimento claramente reacionário, midiático, cheio da rapaziada mirando uma cadeira na câmara. tenho medo de um golpe da mídia como foi em 89 e em 92.

  20. joao1234 disse:

    COLEGUINHAS, UNI-VOS!

  21. Lucy disse:

    Nao conhecia a Marcha das Vadias ate conhecer uma pessoa de Brasilia que esta engajada na causa. Parabens pela discussao, posso nao ser simpatizante de todas as ideias, porem dessa forma se faz democracia! Horizontal, vertical ou diagonal nao importa, o que importa nesse texto para mim eh que eu ainda consigo ver pessoas com foco, ideal e muitooooo respeito (nao entro no merito da questao dos gritos “SEM VIOLENCIA”) das manifestacoes que pipocam em todo o Brasil, digo do respeito ao proximo, do respeito `a outras manifestacoes e principalmente ao ser “humanx”. Nao conhecia essa linguagem e vejo nisso muito aprendizado. Obrigado pelo texto, pelas informacoes e por mais conhecimento que me trouxeram! Parabens a Marcha, somos todxs Vadias.

  22. Minha humilde opinião:

    Este é um momento de unir todos os grupos e marchas. Sempre vai existir algum mané que quer aparecer ou dar uma de líder. Geralmente são os vaidosos, que adoram discursar ouvindo a própria voz.

    Assim como ter cáries nos dentes, o fenômeno humano da vaidade e/ou da babaquice é normal (ser normal é diferente de ser correto ok?). Sugiro que gastem menos tempo e energia com essa galera!

    Por mais que tenha gente fazendo cagada e se atropelando, todos os “não manés” sabem que o foco de todas as marchas é a melhoria do BRASIL para seu próprio POVO.

    Entendi a questão da possibilidade de “invizibilização” de algumas pautas, mas neste momento, diante do que está acontecendo no país acho que todos nós deveríamos marchar juntos.

    Penso que deveríamos investir nossa força em fazer todos os protestos crescerem juntos e organizar uma grande lista dos problemas do país, sem “secundarização”.

    Obs: não utilizo “x” ou “@”. Graças a bendita democracia, temos o direito de discordar desta regra de forma pacífica. Boto fé demais na Marcha das Vadias.

    Abraços gerais, muita luz e paz!

  23. Ana b disse:

    a marcha do vinagre foi pro vinagre faz tempo, essas manifestações “contra corrupção” são a direita se infiltrando em movimentos sociais. Lutas sociais de verdade tem a causa dos oprimidos, mulheres, negros, LGBTs, indigenas, etc em PRIMEIRO lugar, é só olhar as pautas de todos os partidos socialistas que estavam desde o começo apanhando da policia.

    Agora as manifestações no Brasil viraram golpismo de direita. Temos que nos opor a isso. No pasaran!

  24. Little girl disse:

    Sinceramente, que importancia pratica tem a macha das vadias? Sou mulher e não me sinto nem um pouco replesentada por esse falta de vergonha, isso sim. Mulheres tem direito ao proprio corpo, sim, mas daí a querer sair praticamente nua na rua…Em todo caso, pra mim a macha do vinagre tem bem mais importancia, lutar contra a corrupção deveria ser a pauta do dia atualmente.

    • Ana Badra disse:

      Adoro como pelo seu discurso, a gente tem direito ao próprio corpo, mas só um pouquinho e só escondida.

      Sabe quem tem vergonha? Quem faz coisa errada. Então não temos vergonha mesmo não, porque não fizemos nada de errado.

      Quanto ao “que importância tem a marcha das vadias” é tão estúpido que nem sei como responder se não falando para você olhar a pauta das lutas feministas e se perguntar se aquilo tem importância. Se coisas como femicídio, lesbocídio, violência doméstica, estupro e reificação da mulher não têm importância pra você, fico muito triste.

      E digo mais: mesmo você cegamente repudiando a luta feminista, enganada por uma crianção machista no patriarcado, mesmo assim, quando a gente marcha, é pelos seus direitos também🙂

      • Little girl disse:

        Com cartazes do tipo “se ser cachorra é ser livre, late que eu tô passando”? Não, obrigada, vocês com certeza não estão lutando pelos meus direitos, já que não tenho a pretensão de me auto intitular “vadia”. As sufragistas, estas sim me representariam. Mulheres fortes que saiam as ruas em protesto por causas dignas, como o voto feminino, mas em nenhum momento deixaram de se dar o devido respeito. Com mulheres que se chamam de “vadias” e querem sair por aí quase nuas eu não compactuaria. É por essas e outras que as mulheres brasileiras são tão mal vistas no estrangeiro, e em todo lugar que você chega na Europa já vão achando que você é uma prostituta. Se é só ligar a tv para ver mulheres em trajes sumários, ou aquelas que vão a um baile funk e só faltam fazer um strip-tease ali mesmo. E agora, além de tudo, ainda saem pelas ruas querendo o direito de agir com essa falta de vergonha total! Daqui a pouco vai estar todo mundo fazendo topless nas praias, já que se os homens podem ficar sem camisa, as mulheres também podem, né? É esse tipo de coisa que dá vergonha sim em mulheres de verdade. É por isso que digo: sou mulher, não sou vadia e nunca serei. Vocês não me representam e sei que não representam milhares de outras mulheres inteligentes e que sabem o valor que possuem.

      • ligia silva disse:

        Little girl, não tenha preconceito e se informe melhor sobre essa marcha cujo nome você desmerece.Mulheres são chamadas de vadias pelos mais variados motivos. Se o fato de você não agir da forma como outra espera dá à essa pessoa o direito de te chamar de vadia, todas nós podemos passar por isso e sempre seremos “uma vadia” para alguém. Vamos mostrar que esse rótulo ridículo não cola mais! E quanto à nudez, Um dos gritos de guerra da marcha é ‘somos mulheres e nao mercadoria”. Não, não queremos ser vistas como peito e bunda. E nossos peitos e bundas não foram feitos só para sexo, sabia. Quando um homem faz um bundalelê,aposto como você vê esse ato como uma rebeldia, agressão e a última coisa que passa na sua cabeça é que ísso é uma provocação sexual. Mas sabia que o simples e natural e incentivável ato de amamentar é visto como sexual pela nossa sociedade machista.> Para você ver a distorção. Você mencionou a Europa. Sabia que na europa tem lugares em que é completamente corriqueiro fazer topless> Sabia que na europa as mulheres tem muito mais liberdade para se vestir> olha que contradição, aqui em um país em que vendem nossos corpos até para fazer propaganda de creme dental, se sairmos de casa roupa curta certamente iremos nos aborrecer com cantadas grosseiras de gente que acha que “se usamos roupa curta é para chamar a atenção dos homens”. Como se o nosso unico motivo de existir fosse agradar aos homens, todos. Sim, sabemos o valor que temos, não precisamos nos moldar a padrões morais de outras pessoas para ‘nos darmos ao valor”. Até porque, cada pessoa tem os seus próprios valores.

    • Maria Madalena disse:

      Na boa “Little Girl” seu ultimo comentário transparece quem você realmente é – com frases puramente moralistas – citando baile Funk e nao querendo se intitular de “Vadia” pelo simples fatos do nome, vc como muita de gente, vive de aparências! Vai pesquisar um pouco para saber o Pq essa Marcha tem esse nome e talvezzzz um dia qm sabe vc enxergue que a luta delxs é a sua também!

  25. Oxidoido disse:

    Quanta choradeira, não serem aceitas por outro movimento deixaram vocês tão decepcionadas assim?? Vão fazer seu papel, cozinhar, lavar roupa e cuidar dos meninos!!! E deixa o Vinagre manifestar em paz!!!

    • Taís Albina disse:

      Por conta de comentários como os do Oxidoido é que eu acho que a “luta contra a corrupção” não consegue ser tão necessária e relevante agora do que a pauta feminista….

  26. Taís Albina disse:

    *Quanto a*

  27. Jesinaldo disse:

    É assim que se fragmenta, um briga por seu pedaço do bolo, o outro pelo seu, e acaba que o bolo cai no chão. Esqueçam as radicalidade é hora de união.

  28. […] que feministas se juntem a eles (leia nota de repúdio assinado pelas meninas da Marcha das Vadias aqui). Lembrem-se também que os partidos foram banidos dos protestos e militantes de esquerda foram […]

  29. […] que feministas se juntem a eles (leia nota de repúdio assinado pelas meninas da Marcha das Vadias aqui). Lembrem-se também que os partidos foram banidos dos protestos e militantes de esquerda foram […]

  30. […] que feministas se juntem a eles (leia nota de repúdio assinado pelas meninas da Marcha das Vadias aqui). Lembrem-se também que os partidos foram banidos dos protestos e militantes de esquerda foram […]

  31. […] que feministas se juntem a eles (leia nota de repúdio assinado pelas meninas da Marcha das Vadias aqui). Lembrem-se também que os partidos foram banidos dos protestos e militantes de esquerda foram […]

  32. […] que feministas se juntem a eles (leia nota de repúdio assinado pelas meninas da Marcha das Vadias aqui). Lembrem-se também que os partidos foram banidos dos protestos e militantes de esquerda foram […]

  33. […] – 24 de junho de 2013Publicado em: Mulheres, Notícias Nós, da Marcha das Vadias DF, manifestamos através desta nota o nosso descontentamento com as atitudes daquelxs que se consideram organizadorxs da chamada Marcha do Vinagre de Brasília. Recebemos uma notificação de que na reunião da Marcha dos Vinagre de ontem (19 de junho), onde aproximadamente 15 pessoas estiveram presentes, foi unânime a decisão de não fazer nenhum ato no sábado, dia 22 de junho, data em que a Marcha das Vadias sairá às ruas. Entre os motivos colocados estava o fato de que as duas marchas têm pautas muito específicas e, ao juntar as duas, poderia ocorrer a invizibilização de algumas dessas pautas. Outro motivo: muita gente da Marcha do Vinagre não se sente contemplada pela Marcha das Vadias e vice-e-versa. A nossa surpresa foi que xs 5 organizadorxs da Marcha do Vinagre, que detêm a administração da página do evento no Facebook, passaram por cima da decisão tirada em reunião e de maneira vertical, hierárquica e unilateral, optaram por manter a manifestação no dia 22, alterando apenas o horário de início. O problema é que a concentração da Marcha do Vinagre está marcada para o mesmo local e o mesmo horário de chegada da Marcha das Vadias, o Museu da República, onde faremos alguns atos e performances antes de encerrar nosso protesto. Interpretamos essa decisão como um desrespeito à nossa luta que entra agora em seu terceiro ano de existência. Sabemos que na maior parte das manifestações políticas, principalmente nas que estão ocorrendo agora pelo Brasil, as pautas feministas são constantemente invisibilizadas e secundarizadas, e essa atitude dxs organizadorxs da Marcha do Vinagre deixa esse silenciamento evidente. A pauta de combate à corrupção parece se sobrepor, nos discursos gerais, às pautas pelas quais grupos historicamente oprimidos há anos têm se colocado nas ruas. O discurso padrão é de que esta – a luta contra a corrupção – é a grande prioridade do povo brasileiro no momento. É fácil falar que a prioridade é outra quando não é você que vai ser acusado pelo Estado caso sofra um aborto espontâneo. Ou que vai se enfiar numa clínica clandestina por não ter condições de ter um filhx naquele momento. Ou quando não é você que anda nas ruas com medo de ser estupradx. É óbvio que nossas pautas são secundárias para muitos desses movimentos, POR QUE AS PAUTAS DE GRUPOS HISTORICAMENTE OPrIMIDOS SÃO SEMPRE SECUNDARIZADAS!!!! Buscamos travar um diálogo com essxs organizadorxs para tentar resolver este impasse. Em um primeiro momento recebemos a resposta de que seria impossível alterar local e data por que “toda a mídia já havia sido avisada sobre a manifestação”. Que tipo de movimento social é esse que pauta seus atos pela mídia, ao invés de pautar a mídia através de seus atos?! Marcamos uma reunião hoje (20 de junho), às 15h, para tentar resolver a questão. Ninguém da “organização” da Marcha do Vinagre apareceu para dialogar. Diante de tamanho descaso, resolvemos expor nossa indignação e alertar as pessoas que inocentemente participam dessa manifestação, para que fiquem atentas para a maneira com que essxs “organizadorxs” têm guiado os protestos, quais são suas intenções e sobre o tamanho do personalismo de suas ações. Se o movimento é horizontal como dizem, por que não criar comissões e fazer debates sobre como e quando as manifestações devem ocorrer, sobre as pautas, buscando tornar o movimento cada vez mais horizontal e politizado? Nós somos vadias, somos mulheres feministas, que lutamos em marcha contra as discriminações de raça, sexualidade, gênero, credo e classe. Acreditamos que o fim da violência contra as mulheres está diretamente ligado à transformação dos valores conservadores e hegemônicos em nossa sociedade, assim como à superação do patriarcado, de todos os fundamentalismos, da lesbofobia, da bifobia, da transfobia, da homofobia, do machismo, do racismo e do capital.Consideramos que as manifestações e lutas feministas são urgentes, especialmente em um país que acaba de dar um passo significativo rumo à aprovação da cura gay e do Estatuto do Nascituro. Não podemos deixar que pautas genéricas como “o fim da corrupção” e “mais saúde e educação” façam sumir as nossas vozes e invisibilizar a nossa luta. Lutamos por um mundo onde todas as mulheres tenham direito a viver uma vida sem violências, a serem livres para seguirem os caminhos que desejarem e onde tenham pleno direito sobre o seus corpos. Lutamos por um mundo sem estupros, onde o aborto seja legal e as oportunidades sejam as mesmas para as mulheres e homens, negrxs, indígenas e brancxs. E ESSA TRANSFORMAÇÃO É SIM URGENTE! Por isso chamamos todxs aquelxs que acreditam nessa luta que venham marchar conosco no dias 22 de junho, às 14h, com concentração na praça das fontes, em frente ao Conjunto Nacional. Às/Aos participantes da Marcha do Vinagre, pedimos que respeitem a data da nossa manifestação, que vem sendo organizada há três meses e que foi cuidadosamente pensada para não interferir na agenda de lutas do DF (por isso não fizemos a Marcha no dia da luta antimanicomial, por exemplo). Entendemos que nenhuma marcha, nenhum movimento consegue contemplar todos os grupos, todas as pautas ou todas as lutas. Existem diferenças políticas fundamentais entre as duas marchas aqui em questão, por isso enfatizamos a importância de não colidirmos as datas das manifestações. Fonte: Marcha das Vadias DF […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: